Quomodo Blog
Desfocar é preciso!
2 de jul de 2016
Views:453

Sempre ouvi as pessoas dizendo que a segunda gravidez era totalmente diferente da primeira. Concordo muito com essa afirmação. Mas tem uma coisa que não muda e não tem jeito: a ansiedade em esperar a hora deles nascerem!

Ficamos a gestação toda pensando em como vamos curtir cada minuto, que vamos passear bastante, descansar ao máximo (o que se torna quase impossível com outro filho em casa), e todas as coisas que reconhecemos que poderíamos ter feito mais na primeira gestação… Mas quando chegamos ao fim, nos damos conta que tudo está acontecendo de novo: lençol no berço cedo demais, roupas lavadas, passadas e guardadas, bem antes da data prevista… quem nunca? Rs

Me pego entrando no quarto e sentindo aquele cheirinho que ainda não chegou, me imaginando fazendo aquele carinho gostoso em pele de bebê, enfim, vivendo momentos que ainda não aconteceram. Não é fácil. Mesmo com toda informação e até mesmo conhecendo algumas técnicas, manter a mente focada em outras coisas requer um super esforço! Mesmo assim, não custa nada compartilhar com vocês algumas coisinhas que me tem feito muito bem:

Assistir filmes – Vou ser sincera. Não costumo me dar muito ao luxo de sentar no sofá e assistir um filminho, sempre achava alguma coisa para fazer antes de desfrutar desse prazer (limpar a casa, fazer comida, arrumar armários, etc…). Mas agora no final, com o Thiago na escola e o corpo mais cansado, conseguir realizar esse feito. E foi uma delícia! Não só tira o foco do momento, como é uma atividade que depende somente da gente! 🙂

Ler – Gosto muito de ler, estou sempre lendo vários livros ao mesmo tempo. Quando me pego muito ansiosa, respiro fundo e escolho algum que sei que me faz viajar mesmo, de repente até me fazer refletir sobre vários aspectos da minha vida. Aliás, ler é a dica para qualquer hora e momento da vida!

Ouvir música – Sempre dá para encaixar um som as suas atividades do dia-a-dia. Praticamente tudo pode ter trilha sonora, e ajuda a relaxar. Se der vontade de dançar, dance!

Essas são coisas que eu tenho feito. Mas nada impede que você crie suas próprias possibilidades, dentro daquilo que você gosta ou está acostumado a fazer! Se eu soubesse tricotar, por exemplo, encaixaria nessa rotina, com toda a certeza!

tricot

Um abraço!

Cecília.

Deixe aqui seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não envie SPAM para nosso Blog. Seu comentário será avaliado pelo nosso administrador.