Quomodo Blog

Mais crianças uniformizadas andando na rua, vans escolares circulando e mais trânsito nos horários de entrada e saída dos colégios. Pois é, papais e mamães, as aulas voltaram com força total! E se este momento serve como um alívio para os responsáveis, ele pode ser fonte de muito estresse para os pequenos. Por isso, separamos dicas de como tornar a volta às aulas mais especial e tranquila. Confira!

 

Converse com a criança

 

Uma das primeiras – e talvez mais importantes – dicas é ouvir o que o pequeno tem a dizer. Abra oportunidades de diálogo e evite considerar tudo o que a criança fala como “infantilidade”. Esses momentos de diálogo são importantíssimos dentro do seio familiar e serão uma base importante para os outros passos da vida do menino ou da menine. Reafirme sempre que necessário que vocês estão ali para apoiar o pimpolho, escutar suas aflições e ajudar a enfrentar os desafios que vão aparecer no caminho.

 

Estabeleça uma rotina

 

Especialistas afirmam que é de extrema importância escolher e estabelecer uma rotina para desenvolver a independência e a autonomia infantil. O principal argumento que sustenta essa teoria é a rotina promove a estabilidade; como consequência, a criança fica segura porque sabe o que vai acontecer. Envolva os pimpolhos quando for organizar os horários e deixe tudo escrito em um local visível, para ele ou ela poder  consultar sempre que tiver dúvidas.

 

Escolha um dia de diversão

 

Uma vez que vocês já estabeleceram a rotina, uma boa forma de deixar a volta às aulas ainda mais bacana é escolher um dia de diversão. Ou seja, um dia com atividades lúdicas e sem tantas responsabilidades – mas é importante deixar algumas para a criança já ir se acostumando. Neste “dia livre” pode-se incluir compromissos como aulas de teatro, tarde no parquinho ou uma hora extra de videogame. Tudo isso bem explicado e incluso no quadro de rotinas.

 

Volte aos poucos

 

Estamos enfatizando muito o conceito de rotina porque sabemos que, durante as férias, é normal que as atividades e os horários da criança mudem. Por isso, uma semana antes das aulas começarem, volte aos poucos com a programação escolar. Antes da volta definitiva, restabeleça os horários de dormir e de acordar para o pequeno já ir se acostumando e não sofrer com uma mudança brusca.

 

 

Confira se o material escolar está completo

 

Peguei a lista do material escolar e veja se está tudo de acordo ou se falta algo. Neste momento também é importante verificar se o tênis do pequeno ainda cabe – sabemos que o pé cresce rápido nessa fase. Outra dica é conferir se está tudo certo com a mochila, se ela é resistente ou se precisa ser reparada e até mesmo substituída.

 

 

O que vocês acharam das nossas dicas? Quais são as técnicas que vocês usam para tornar a voltas às aulas ainda mais especiais? Deixem suas respostas nos comentários! Aproveite para dar uma passadinha na Loja Era Uma Vez e confira os produtos que vão facilitar neste momento tão bacana.Temos promoções e excelentes condições de pagamentos que cabem em todos os bolsos!

Muitas coisas na nossa vida são movidas por nosso estado de espírito naquele momento. Quantas vezes você já brigou com alguém e depois pensou que o motivo não tinha nada a ver com a briga em si, mas sim em como você estava se sentindo naquela hora?

monica brava

Pensando nisso e também no nosso papel de pais, pensei em algumas perguntas básicas que podemos fazer a nós mesmos antes de tomar alguma atitude em relação aos nossos filhos (aqui cabe: colocar de castigo, brigar, dar uma palmadinha, ou até mesmo outras questões mais externas, como fazer uma festa em buffet ou matricular seu baby em uma aulinha de natação). Como geralmente seu filho ainda não tem muito esse poder de decidir, acho que essas perguntinhas podem te ajudar a pensar na motivação real daquela atitude. E ao menor sinal de respostas que te agradem, não tenha dúvida, vá em frente e faça o seu melhor!

  • Por quê estou fazendo isso? – Qual o objetivo real de tomar essa atitude, o que quero com isso? – Exemplo: Coloco o meu filho de castigo porque ele jogou o celular no chão. O que quero que ele aprenda quando o coloco de castigo?
  • Para quem estou fazendo isso? – Ou seja, essa atitude é para me acalmar/realizar/suprir minhas necessidades ou as do meu filho? Ou ainda: para satisfazer a vontade de outras pessoas, que não da minha família? Ex: Dar uma palmadinha quando seu filho dá escândalo no shopping.
  • Qual a capacidade de entendimento do meu filho sobre essa situação? – Muito importante. Já ouvi relatos de crianças que apanharam com menos de 8 meses e não consigo entender qual lição os pais gostariam de dar, posto que a criança nem sabia o que tinha feito de errado.
  • Eu quero ou ele quer? Quem quer? – Quem quer que seu filho goste de jogar basquete. Ele ou você? Que sinais ele demonstra a respeito?

O bacana de se colocar em reflexão é que ninguém precisa te julgar e você mesmo pode se sentir mais confortável em tomar decisões. É normal as vezes fazermos coisas e depois acharmos que exageramos ou nos sentirmos mal, mas se você estiver munida de seus próprios argumentos, entender o motivo será libertador, tenho certeza!

Faça o teste!

Um abraço.

Cecília.

A dica de hoje é dedicada à hora da brincadeira das crianças e dos pais. O Petting Zoo é um livro digital infantil interativo único do autor e ilustrador Christoph Niemann. As animações são feitas à mão todas muito divertidas e com toque surreal, que acabam sendo engraçadas, como o elefante na banheira.

Petting Zoo

Para brincar basta tocá-los para cima, para baixo, para os lados e no centro, é bem fácil e intuitivo. As reações diversas são sempre uma surpresa e divertem pela simplicidade e pelo humor impressos pelo autor.

O Petting Zoo é recomendado para crianças de mais de 4 anos e não tem limite, pois os adultos também costumam amar.

Os desenhos realmente surpreendem e fazem coisas inesperadas transformando cada “página” em uma aventura diferente, tudo isso com tecnologias de ponta.

Funciona mais como um livro de imagens e interativo pois não conta uma estória e não tem narração. Costuma conquistar as crianças pela forma com que os animais reagem imediatamente depois que tocamos neles.

Apenas um comentário visual: eles misturam coisas do mundo real com desenhos e talvez fosse o caso de se fazer tudo em formato de desenho.

Petting Zoo 02

Outra coisa, por ser muito divertido as crianças praticamente não largam o “brinquedo novo” e acaba fazendo falta um número maior de animais.

Este livro está disponível para IOS e Android e ambos são pagos e praticamente o mesmo preço.

Nos links abaixo você encontra as duas versões disponíveis e preços.

IOS > U$D 2.99
ANDROID > R$ 9,99