Quomodo Blog
Nossa adaptação na escola.
15 de jul de 2013
Views:508

Bom dia! É sempre um enorme prazer te ver por aqui no nosso encontro marcado nesse blog lindo e cheio de novidades. Segunda feira é o nosso dia, mas durante toda a semana você encontra por aqui muitos posts novinhos escritos com muito carinho sempre pensando em você! Hoje vou contar um pouco da minha experiência com a adaptação escolar do filhote, na verdade essa adaptação ocorreu no inicio de 2012, mas como todo inicio e meio do ano sempre tem mamães enfrentando esse desafio, venha ver como foi o meu e depois como está sendo hoje. O primeiros passo da decisão de matricular o pequeno em um escola no meio período se deu quando percebi que ele precisava da companhia de amiguinhos da sua idade para que ele pudesse se desenvolver e começar a tagarelar. As aulas começaram o pequeno tinha 1 ano e 10 meses. Eu sabia que seria uma adaptação difícil, pois durante esses quase dois primeiros anos na vida dele e na minha eramos nós dois quase o tempo todo, já que o papai trabalha, mas nunca tinha se passado na minha mente que seria ainda mais difícil para mim ter que deixa-lo ali entre pessoas que eu não tinha contato, com pessoas que ele nunca tinha visto. A procura pela escola “ideal” não foi longa, já conhecia essa escola que o filhote estuda, antes mesmo de pensar engravidar. Visitei a escola sempre levando o Lucas umas 3 vezes antes de iniciar as aulas, conversei com a direção, coordenação e conheci todas as dependências da escola. No final de janeiro iniciou-se a adaptação, onde as mamães e os papais poderiam acompanhar o dia a dia dos pequenos em todo o tempo. Filhote entrou na escola muito feliz, brincou um pouco com os carrinhos que eu tinha levado e conheceu a sua professora (na escola dele chama-se de “prô”) Quando deu o horário de entrar foi aí que começou, apesar de eu está do ladinho dele, o pequeno chorou bastante, principalmente quando a porta fechou. As prôs muitos atenciosas tentavam uma aproximação bem discreta, mas o baby se afundava em um chorinho inconsolável.  Foi aí que as dúvidas surgiram, será que estou fazendo o certo? será que está realmente na hora dele iniciar a fase escolar? será isso, será aquilo. Esse primeiro dia foi tão cansativo e frustante que sai de lá decidida a esquecer por um tempo a escola. Cheguei em casa completamente destruída nas emoções, comecei a colocar defeito na escola, nas prôs, nos amigos… enfim, colocar defeito em tudo como uma maneira de encontrar algo que pudesse justificar a minha decisão de não levá-lo mas para a escola. O restante do dia passou rápido, chorava por dentro só de lembrar  o que tinha acontecido, como eu poderia ser forte outra vez? foi aí que minha mãe resolveu ir ajudar na adaptação. Foi uma semana difícil, o pequeno não aceitava lanchar, não aceitava brincar, não aceitava nada. Eu poderia escrever aqui que a difícil adaptação durou apenas uma semana, um mês… mas não estaria escrevendo a verdade. Após uns três meses eu ficando na escola a manha inteira com ele, já quase sem forças e sem ânimo de esperar essa adaptação acontecer, aos poucos ele foi ganhando confiança, aos poucos ele foi entrando no clima escolar. O chororó do dia todo se resumia ao chororó no momento da separação e alguns soluços até a hora do parquinho. A coisa estava resolvida! sim, até que chegou as férias do meio do ano e a adaptação recomeçar do zero. Foram mais alguns dias de lágrimas.

A adaptação escolar nem sempre é difícil, conheço crianças que deram tchau as mamães e entraram sorrindo na sala. Esse ano eu pensei que seria parecido a do ano passado, afinal, ele estaria com uma nova prô, novos amigos e nova salinha, mas meu menino me surpreendeu muito. Ele adora ir a escola e adora sua nova prô que sempre o recebe com muitos carinho e beijos. Meu menino hoje sente falta da escola, chama pelos os amigos e não chora mais quando o deixo por lá.

E aí como foi a adaptação?

Se você estiver pensando em matricular o pequeno na escola nesse novo semestre minha dica é seja forte, não desista se você tiver a certeza que está fazendo o melhor para ele ou para a família (caso seja uma decisão por trabalho). Não planeje e não idealize mil coisas, pense em um dia de cada vez, se a adaptação for como a minha dê um passo de cada vez.

Boa adaptação a vocês!

Beijos

                                                                Mãe Para Sempre


Warning: shell_exec() has been disabled for security reasons in /home/storage/b/be/87/listadeenxovaldobebe/public_html/wp-content/themes/wp6/functions/wr_paginate_posts.php on line 6

Deixe aqui seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não envie SPAM para nosso Blog. Seu comentário será avaliado pelo nosso administrador.