Quomodo Blog

De 9 marcas testadas no Brasil 100% apresentaram algum tipo de problema, todos os fabricantes de cadeirinhas terão que seguir as normas impostas para certificação do Inmetro.
De 1997 a 2008 o Ministério da Saúde registrou 980 internações com crianças até 4 anos, provocadas por queda da cadeirinha de alimentação, por isso o principal objetivo da certificação é dar mais segurança aos bebês, algumas das exigências é que elas sejam estáveis, possuam cinto de segurança de cinco pontas, que tenha arestas separadas para evitar corte e arranhões e passem pelos testes de inflamabilidade e toxicidade, existe também a possibilidade da cadeirinha ter rodinhas, o prazo para os fabricantes acabarem com o estoque é de 24 meses, já para as lojas é de 3 anos.
Até o Final de 2012 será definido a regulamentação e os quesitos que deverão conter nas novas cadeirinhas de alimentação, dessa forma, para o consumidor final a obrigatoriedade do selo chegará no fim de 2015.
Os fabricantes, importadores e comerciantes que apresentarem o produto não conforme, sofrerão pena conforme a Lei prevista pela legislação.
Tudo para que seu bebê esteja mais seguro, os pais não devem se ausentar de perto da criança mesmo ela estando presa ao cinto, é preciso estar sempre atento, por isso a Era Uma Vez apoia essa ideia e quer proporcionar o melhor para o seu bebê.

Deixe aqui seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não envie SPAM para nosso Blog. Seu comentário será avaliado pelo nosso administrador.