Quomodo Blog

As fases da alimentação do Bebê devem ser vistas com muita atenção e cuidado pela mamãe. Geralmente aos 6 meses de vida do bebê a mãe inicia a introdução dos alimentos sólidos, muitas das vezes se dá nessa época principalmente pelo fim da licença maternidade e a indisponibilidade da mãe em amamentar.

O bebê por sua vez pode ter certa dificuldade em se adaptar a novidade então é necessário uma boa dose de paciência e persistência. Depois que ele passar a comer você verá que valeu a pena todo seu esforço.

Antes de falarmos sobre a alimentação do bebê enfatizamos a necessidade do preparo do corpo da mãe para a amamentação até os dois anos do bebê ou mais. Durante a gravidez e mesmo depois dela existem alguns alimentos que são prejudiciais ao bebê e por isso devem ser cortados da dieta da mãe.

– 0 a 6 meses: Amamentação

Até os 6 meses de idade o único alimento que deve ser dado ao bebê é leite materno e nada mais. A prática do aleitamento se estende até os dois anos do bebê ou mais. O leite materno possui os nutrientes essenciais para o crescimento e desenvolvimento da criança nos primeiros anos de vida e evita infecções e alergias.

Na falta do leite da mãe e rejeição do peito por parte do bebê, fale com o seu pediatra para que encontrem a melhor forma de contornar a situação de modo que o bebê não tenha sua saúde comprometida. O leite materno não deve em hipótese alguma ser substituído pelo leite de vaca!

– 6 a 9 meses: Introdução de Alimentos Sólidos ao Bebê

A partir do 6º mês de vida do bebê é a hora de introduzir a papinha. Nesta fase deverão ser dadas pelo menos quarto mamadas e duas papinhas. Se o bebê recusar a papinha, substitua pela mamada.

A papinhas deverão ser feitas sempre com ingredientes naturais e nada de processar ou bater no liquidificador. Cozinhe os alimentos e os amasse para que fiquem com textura pastosa.

Ofereça a salgada, feitas a base de tubérculos, legumes e verduras como batata e cenoura por exemplo, e a doce, a base de frutas como maçã sempre juntas. Dê opções ao pequeno para ele ir se adaptando. Para o preparo das papinhas é essencial o uso de alimentos frescos e atenção com o uso de sal e óleo.

Junto com a papinha vem também a introdução da água até 100ml por dia. Sucos devem ser evitados. Prefira sempre frutas e jamais substitua alimentos sólidos por líquidos.

– Aos 9 meses

Ao completar 9 meses o bebê pode começar de forma gradativa a comer parte dos alimentos ingeridos pela família, obviamente se a família tem hábitos alimentares saudáveis. Nada de alimentos processados ou fast food. Atente apenas para a consistência dos alimentos que devem ser macias, e cuidado com o sal e a óleo.

Procure montar pratos coloridos e sempre frescos separando os alimentos para que ele perceba o sabor de cada um individualmente. Outra dica é variar o cardápio para que seu filho se sinta estimulado a experimentar novos aromas e sabores.

– Para toda a vida

Hábitos alimentares saudáveis começam desde cedo e um fator que contribui para uma alimentação sadia e também com o desenvolvimento do bebê é a reunião de família. Sabemos como é difícil conciliar os horários da família mas tentem fazer pelo menos uma refeição com todos reunidos à mesa.

Bom Apetite!

Fontes:

Médica Roseli Oselka Saccardo Sarni, presidente do Departamento Científico de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria; nutricionista Susy Graff, especialista em nutrição clínica e responsável pelo site Nutrikids.