Quomodo Blog

Fui meio maluca e decidi trocar de médico com 37 semanas de gravidez. É uma história longa, qualquer hora eu a compartilho aqui com vocês… 🙂

Quando comecei a busca nada fácil de tentar encontrar pessoas mais alinhadas com os meus valores, descobri um mundo cada vez mais lindo que é esse das pessoas que envolvem o processo da maternidade. São pessoas que nascem com essa vocação. Carinho e dedicação parecem não ter limites e isso mora tão dentro delas que podemos enxergar olhando nos olhos, é mágico!

É como estar hospitalizado e perceber que quem cuida de você (acredito ser a grande maioria, mas sei que nem todos são assim) faz aquilo por que gosta mesmo. Se preocupa com o seu bem-estar físico e tudo o mais que pode acontecer naquele momento. Sempre fui fã dessa dedicação, acredito que isso me levou à Psicologia e mais tarde a Psicologia Hospitalar.

Acredito que estar envolvida com essa dedicação nos afasta mesmo que por alguns instantes do mundão lá fora, onde tem um monte de gente querendo ser mais espertas do que as outras, roubando, matando, magoando. Faz a gente acreditar que tudo depende da forma como enxergamos a vida e como acreditamos que ela pode ser.

Ainda estou mergulhando agora nessas águas novas, mais muito cristalinas e puras, de ter respeitados e garantidos os meus sonhos e direitos em relação a forma de trazer minha filha ao mundo, mas prometo compartilhar com vocês assim que todo esse sonho se concretizar… mas com certeza o mais importante que eu poderia fazer, já fiz: me movimentar em busca do que eu queria, sair da minha zona de conforto. A sensação é inigualável! Você já experimentou?

Um abraço.

Cecília.